Técnicas de gestão de vulnerabilidades e conformidades para atender LGPD serão tema de palestra durante o Mind The Sec São Paulo

Especialista da Blockbit reforça a necessidade de adoção das tecnologias de gestão de vulnerabilidades para proteger dados privados e atender requisitos da nova lei

São Paulo, 11 de setembro – A edição do Mind the Sec que acontece em São Paulo nos dias 18 e 19 de setembro discutirá os crescentes desafios de segurança da informação que colocam as empresas em estado de alerta. Entre eles, a nova lei de proteção de dados (LGPD) será explorado na palestra da especialista da Blockbit, Hágata Maia, que abordará como o investimento em tecnologias de gestão de vulnerabilidades e conformidades é crucial para atender as novas regras. A palestra acontece na trilha Soluções, dia 19/9, às 12h.

Com o tema “Identifique vulnerabilidades antes de seus atacantes e responda rapidamente a qualquer ameaça”, Hágata abordará como os requisitos da LGPD irão acelerar mudanças nas estratégias e ferramentas de prevenção e proteção que as empresas adotam atualmente.

“O investimento em tecnologia está entre as demandas da nova lei e as soluções para identificar e mitigar vulnerabilidades de forma preventiva serão cruciais para que as empresas consigam proteger dados com mais eficiência, estando sempre um passo à frente”, comenta a especialista.

Com a recente aprovação da LGPD, os investimentos em segurança da informação são ainda mais importantes. Um episódio de vazamento de dados pode causar inúmeros transtornos, como prejuízos financeiros e queda na reputação de uma companhia. O prazo de 18 meses reforça ainda mais a necessidade das empresas se anteciparem a incidentes com uma tecnologia preventiva.

Durante o evento, a Blockbit irá demonstrar como sua tecnologia de gestão vulnerabilidades e conformidades, Blockbit Vulnerability and Compliance Management (VCM), facilita a atuação dos gestores de segurança, com a capacidade de diagnosticar o status de segurança do ambiente, em alinhamento com padrões de mercado e regras de conformidade, como as da LGPD. A tecnologia permite monitorar e gerenciar potenciais brechas de segurança, identificando alterações em configurações de aplicações web e dispositivos, avaliando com uma extensa base de vulnerabilidades (que permite identificar possíveis exploits e os níveis de risco) e políticas de conformidade.

“Os investimentos com segurança devem ser abrangentes. Com a gestão de vulnerabilidades e conformidades é possível aumentar a visibilidade e acionar o processo de correção de forma antecipada”, reforça Hágata.

Com mais de 10 anos de atuação na área de TI, Hágata é consultora especialista da tecnologia de gestão de vulnerabilidades desenvolvida pela Blockbit, empresa global de produtos de cibersegurança.

Texto publicado em: InforChannel.

Sugestões de leitura