3 formas de proteger sua empresa contra ataques e ameaças cibernéticas

O que a empresa que você atua tem feito para se proteger contra ataques cibernéticos? O Brasil foi o terceiro país onde esse tipo de problema mais cresceu durante a pandemia de Covid-19, segundo o estudo State of Ransomware 2021.

 Neste artigo, separamos para você três formas de se proteger contra ataques e ameaças digitais. Boa leitura! 

3 práticas para proteger a sua empresa contra ataques cibernéticos

Segundo o Relatório Global de Riscos 2022, realizado anualmente pela Zurich, Universidade de Singapura e Oxford, os riscos cibernéticos estão na lista dos 10 maiores ameaças globais no curto e médio prazo. 

Por isso, saber como proteger uma instituição contra ataques de cibersegurança é imprescindível. Confira três dicas: 

1. Faça gestão de vulnerabilidade

A Vulnerability Management, ou gestão de vulnerabilidade, é uma tática fundamental para proteger o sistema da empresa em que você atua dos ataques cibercriminosos

Com isso, profissionais especializados realizam varreduras de rede para mapear fragilidades e apresentar soluções para o aprimoramento da segurança.

Com essas ações, você consegue trabalhar a prevenção, uma forma de economia de recursos e um dos principais motivos para sua empresa investir em cibersegurança

2. Faça backups recorrentes

Os dados de uma instituição são seus ativos mais importantes, por conter informações de caráter sigiloso relacionados a empresa, clientes, colaboradores e fornecedores. 

Essa prática diz respeito a realização de cópias dos arquivos contidos em um sistema. É importante saber como criar backups com mais segurança, para isso é importante levar em consideração os seguintes aspectos: 

  • local apropriado: dependendo do arquivo copiado é importante salvá-lo em uma unidade específica, como a nuvem ou em equipamentos físicos; 
  • regularidade: é imprescindível identificar os dados prioritários e realizar salvamentos regulares; 
  • mobilidade: se a sua empresa utiliza a nuvem ou e-mails para armazenar informações, é importante que eles estejam protegidos por um firewall. 

3. Ofereça treinamento contra ataques cibernéticos para sua equipe

Segundo pesquisa realizada pela reguladora Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS), cerca de 43% dos ataques cibernéticos são originados de erros de colaboradores

Por isso, é importante repassar qualquer medida tomada para todo o quadro de funcionários, para isso, é crucial oferecer formação continuada instruindo sobre boas práticas de segurança da informação. 

Algumas das práticas básicas são: 

  • não abrir e-mails suspeitos;
  • não executar aplicações não autorizadas;
  • não utilizar dispositivos USB não confiáveis, sejam  pendrives, HDs ou celulares.

Por fim, uma dica que vai além das ações listadas é investir em uma solução de cibersegurança brasileira e capaz de proteger uma empresa, independente do porte, contra ameaças, vulnerabilidades e diferentes ataques cibernéticos. 

Conheça os produtos desenvolvidos pela Blockbit e obtenha diversas vantagens como  fácil implementação, suporte técnico em português e pagamento na moeda local.

Sugestões de leitura